Fase final do Junior Program começa com muito suor e palestras


Após bateria de testes físicos, briefing e palestra com o presidente da CBA, finalistas aceleram em Interlagos

 
Fernanda Freixosa - Porsche GT3 Cup 
Nem só de acelerar vive um piloto.

O início das avaliações do Junior Program da Porsche Carrera Cup mostrou para os 11 finalistas que o trabalho fora do carro ajuda, e muito, a formar um grande competidor. Nos dois primeiros dias da programação, os jovens suaram a camisa e receberam diversas informações sobre a categoria e o automobilismo brasileiro.

A primeira parte das avaliações do Junior Program aconteceu no SportsLab Clinic, na segunda-feira. Os pilotos passaram por uma bateria de testes de VO2 para terem conhecimento de suas condições cardiorrespiratórias e terminaram com uma sequência de atividades de resistência muscular, com diversos exercícios. 

“Todo mundo teve um desempenho legal, todos deram o máximo de esforço. Isso é importante para colocarmos como um componente de cada piloto. Conseguimos ter uma ideia real da condição física de cada um”, comentou Vanderlei Pereira, avaliador físico do Junior Program.

“A avaliação física foi um marco importante dentro da análise dos pilotos, com o teste de esforço físico máximo. Com a observação do consumo máximo de oxigênio, a gente consegue determinar o potencial atlético e a atual condição física deles. Por meio desses dados, conseguimos avaliar limiares de treinamento e fornecer dados importantes para um programa de treinamento, além de trabalhar de forma específica para cada um dos pilotos escolhidos”, explicou o médico Rogério Neves.

No dia seguinte, os candidatos tiveram de se manter empenhados. Já na sede da Porsche Carrera Cup, passaram por novas avaliações, dessa vez, com testes cognitivos, de reação e de visão em profundidade. Ainda tiveram algumas palestras, inclusive com o presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo, Waldner Bernardo, o Dadai.

Para terminar, ainda ouviram um briefing sobre os carros da categoria e os testes de pista. Como prêmio, puderam ver os carros, sentar dentro deles e começar a sentir o que terão pela frente nos dois próximos dias de atividades, agora, na pista do autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP).

O Junior Program da Porsche Carrera Cup no Brasil vai selecionar três pilotos (de um total de 11 candidatos na segunda fase) para participar a temporada de Sprint. Serão distribuídos R$ 780 mil em bolsas para os três primeiros colocados, sendo metade dessa soma ao vencedor. Os finalistas têm entre 16 e 24 anos de idade, com os mais variados perfis: pilotos com passagem em carro de fórmula, outros em categorias de turismo e uma grande quantidade vinda do kart.
  
Junior Program - cronograma de pista

Quarta, 21/02:
- Testes na pista
- 3 sessões de teste na pista, simulando o primeiro dia de um fim de semana de corrida
- Coletiva de imprensa simulada a partir das 17h

Quinta, 22/02:
- Testes de pista
- Simulação de classificação e simulação de corrida

Comentários