Porsche vence em Le Mans - 5.233 quilômetros no limite



Stuttgart. A 84ª edição da 24 Horas de Le Mans será lembrada para sempre por seu final dramático, em 19 de junho de 2016. A Porsche obteve sua 18ª vitória na classificação geral quando o carro da Toyota, que liderava, abandonou a prova na volta final. O ritmo mantido na dianteira no duelo com a fabricante japonesa e as muitas mudanças na liderança levou todos ao limite e além dele. Oliver Blume, presidente do Conselho Executivo da Porsche AG, testemunhou os acontecimentos da garagem da equipe: "O que aconteceu em Le Mans é quase incompreensível. Esta corrida foi uma competição no mais alto nível, da primeira à última volta, em termos de esporte e tecnologia - além de emocionante. A prova exigiu o máximo de nossos carros, de nossos pilotos e da equipe. Estivemos sempre na liderança ou à curta distância da Toyota. Continuamos lutando até o final, e nunca desistimos. Este espírito foi recompensado no final. Nós temos o maior respeito pela Toyota."

• O conjunto vencedor, formado por Romain Dumas (França), Neel Jani (Suíça) e Marc Lieb (Alemanha) pilotando o carro número 2 completou 384 voltas, percorrendo 5.233,54 quilômetros.
• O carro número 2 liderou a prova por 51 voltas. O carro-irmão, de Timo Bernhard (Alemanha), Brendon Hartley e Mark Webber (Áustria) liderou por 52 voltas na primeira terça parte da corrida.
• Devido às muitas fases de velocidade reduzida devido à entrada do carro de segurança e nas zonas temporárias de redução, a distância total da corrida foi quase 150 quilômetros menor do que a percorrida em 2015.
• Durante 327 das 384 voltas, o carro número 2 conseguiu andar no ritmo mais rápido de corrida. Durante 57 voltas, ou o carro de segurança esteve na pista ou pelo menos uma das chamadas zonas de redução esteve em vigor. Isto significa que a velocidade máxima de apenas 80 km/h era permitida, por segurança, em certas partes dos 13,629 quilômetros da pista.
• No total, houve quatro períodos com o carro de segurança na pista (16 voltas) e 24 zonas de redução durante a prova.
• O carro número 2 gastou um total de 38 minutos e cinco segundos nos boxes para reabastecer e trocar pneus. Devido a uma troca da bomba d'água e consertos devidos a danos subsequentes, o carro número 1 ficou nos boxes por um total de duas horas, 59 minutos e 14 segundos.
• A velocidade média do Porsche 919 Hybrid vencedor foi de 216,4 km/h.
• A maior velocidade máxima alcançada por um Porsche 919 Hybrid na corrida foi de 333,9 km/h, atingida por Brendon Hartley na volta 50.
• O Porsche 919 Hybrid recuperou e utilizou em média 2,22 kWh (8 megajou-les) por volta. Se o carro fosse uma usina geradora de eletricidade, poderia ter suprido o gasto de uma residência por três meses.
• O carro número 2 foi reabastecido 30 vezes e o número 1, por 20 vezes.
• O carro número 2 utilizou 11 conjuntos de pneus durante a corrida. O primeiro jogo foi de pneus de chuva e todos os outros de pneus slick (lisos).
• A maior distância percorrida com um jogo de pneus foi 53 voltas, com Marc Lieb ao volante.
• A parada mais rápida nos boxes da Equipe Porsche, incluindo a troca dos pneus e dos pilotos, durou 1m22s5.
• A parada mais rápida para reabastecimento tomou 65,2 segundos.
• O câmbio do Porsche vencedor realizou 22.984 trocas de marchas (para cima e em reduções) durante as 24 horas.
• O maior tempo ao volante no carro vencedor foi de Neel Jani, com nove horas e 24 minutos. Romain Dumas ficou na pista pelo maior tempo contínuo.
• Os pilotos levavam 0,85 litro de bebida para reidratação em cada período na pista. A garrafa de líquido era trocada a cada parada para reabastecimento.
• Para obter a melhor visibilidade possível, os protótipos usaram quatro películas removíveis nos para-brisas, que foram retiradas uma após a outra ao longo da prova.
• A maior temperatura ambiente durante a corrida foi 22,4 graus Celsius, às 17h30. A menor foi 12,3 graus Celsius às 06h15.
• 32,11 gigabytes de dados do carro número 2 foram transmitidos aos boxes durante as 24 horas.
• Após três etapas do Campeonato Mundial de Endurance da FIA, com pontuação dobrada para Le Mans, a Porsche lidera o campeonato com 127 pontos, seguida pela Audi (95) e Toyota (79). No campeonato mundial de pilotos, Dumas/Jani/Lieb marcaram 94 pontos e lideram com uma vantagem de 39 pontos. O trio Bernhard/Hartley/Webber está atualmente na 19ª posição, com 3,5 pontos. 







Comentários

Postagens mais visitadas