Porsche 919 Hybrid chega a Le Mans para defender o título



Stuttgart. A expectativa do público é alta, às vésperas da 84ª edição da 24 Horas de Le Mans, em 18 e 19 de junho: A Porsche participará da corrida mais exigente do mundo com o 919 Hybrid como recordista, defendendo o título e líder tanto dos campeonatos mundiais, como de fabricantes e também de pilotos. Le Mans é também a terceira etapa do Campeonato Mundial de Endurance da FIA (WEC). Antes desse ponto alto da temporada, o trio formado por Romain Dumas (França), Neel Jani (CH) e Marc Lieb (Alemanha) lidera a pontuação dos pilotos. Os atuais campeões mundiais, no carro-irmão, Timo Bernhard (Alemanha), Brendon Hartley (Nova Zelândia) e Mark Webber (Áustria) não foram felizes nas duas primeiras etapas (acidente em Silverstone e um pneu furado em Spa-Francorchamps) e não veem a hora de recuperar o espaço perdido. Na clássica corrida em La Sarthe, a atuação das equipes e pilotos é recompensada com o dobro de pontos em relação às outras oito provas de seis horas que fazem parte do campeonato.

Para a Porsche, será a terceira participação em Le Mans após seu retorno ao mais alto nível do automobilismo. Em 2015, já na segunda tentativa, a Porsche conseguiu uma dobradinha no alto do pódio. O 919 Hybrid, com seu inovador motor turbo V4 a gasolina com dois litros e seus dois sistemas de recuperação de energia (frenagem e escapamento), foi desenvolvido ainda mais. Ele gera uma potência de sistema de 900 cv 662 kW e ataca as estradas de Le Mans com uma configuração aerodinâmica especial, com arrasto reduzido. Nas longas retas do circuito, o 919 atinge frequentemente velocidades acima de 320 km/h.

Os seis pilotos de fábrica, juntos, já participaram da corrida de Le Mans por 49 vezes. O trio Bernhard/Hartley/Webber terminou em segundo no ano passado e agora pilota o protótipo futurista com o número 1. Já Dumas/Jani/Lieb ficaram em quinto em 2015 e dividem o Porsche 919 Hybrid número 2. No ano passado, o carro vencedor foi conduzido por Earl Bamber (Nova Zelândia), Nico Hülkenberg (Alemanha) e Nick Tandy (Grã-Bretanha).

Declarações antes da corrida:
Fritz Enzinger, vice-presidente da LMP1: "Voltar a Le Mans para o pré-teste foi emocionante para toda a equipe. Vencer em Le Mans não se compara a nada mais, pois a prova é incrivelmente difícil. O fato de termos conseguido isso em 2015, já em nossa segunda tentativa, nos posiciona como favoritos com altas chances. Precisamos cuidar para isso não nos levar à loucura. De modo algum 2016 será mais fácil, na realidade é o contrário. A Porsche estabeleceu novos parâmetros em tecnologia quando retornou à categoria mais elevada com o protótipo mais avançado do grid. Os adversários reagiram e é por isso que agora temos pela frente uma corrida de 24 horas que poderá ser a mais rigorosa da história."

Andreas Seidl, diretor da equipe: "A equipe de corridas e a de retaguarda, em Weissach, fizeram um grande trabalho de desenvolvimento, da mesma forma como durante os testes e a preparação. Le Mans, em especial, representa uma árdua curva de aprendizado. Em 2014 a corrida chegou muito cedo para nossa equipe recém constituída. Ainda assim, chegamos mais longe do que poderíamos esperar e aprendemos como pode ser amargo um abandono pouco antes do final. Em 2015 participamos com três carros, os posicionamos nas três primeiras posições no grid, trouxemos todos até o fim e comemoramos uma dobradinha. A 24 Horas de Le Mans de 2016 é nossa 19ª corrida como uma equipe. Isto não é muito. Técnica e operacionalmente estamos melhor preparados do que nunca. Mas conhecemos o tamanho do desafio de sobreviver ao final de semana da corrida e, especialmente, à corrida em si, sem problemas técnicos e sem incidentes na pista. Temos o maior respeito quanto a isso. Nos sentimos preparados."

Pilotos do Porsche 919 Hybrid número 1:
Timo Bernhard (35 anos, Alemanha):
(9 corridas: vencedor geral em 2010, segundo na geral em 2015, vitória na categoria GT em 2002)
"Estou realmente entusiasmado com a corrida! Le Mans é uma das maiores corridas do mundo, com uma grande história. A pista também é muito especial - a combinação de estradas rurais públicas com a pista de corrida permanente é uma coisa única. Para Le Mans, você tem que tentar manter a calma, estar perfeitamente preparado físicamente e mentalmente para começar a corrida cheio de energia. Depois de muitas horas no carro, você continua tendo que ser capaz de tomar as decisões certas enquanto anda a 250 km/h pela sequência de curvas Porsche. Eu sei que nosso Porsche 919 Hybrid é veloz e que temos uma equipe muito forte nos apoiando."

Brendon Hartley (26 anos, Nova Zelândia):
(4 corridas: segundo na geral em 2015)
"Quando eu guiei em Le Mans pela primeira vez, em 2012, me apaixonei imediatamente por esta corrida. A primeira experiência de corrida à noite é algo que jamais se esquece. A visão em túnel e a impressão fantástica de velocidade - eu amei esta sensação. Além do circuito em si, com suas características únicas, como as imensas velocidades nas retas. As curvas Porsche, na minha opinião, formam um dos melhores trechos de alta velocidade de qualquer outra pista no mundo. Há muita paixão envolvida nessa corrida de resistência. O ambiente especial começa com a vistoria, uma semana antes da corrida. No desfile de sexta-feira, nas ruas de Le Mans, você se sente realmente participando da história, na qual a Porsche tem um papel muito importante. Participar de Le Mans com esta marca é um sonho."

Mark Webber (39 anos, Austrália):
(4 participações: segundo na geral em 2015, não correu em 1998 e 1999)
"A corrida é mais uma incrível oportunidade para nós - Timo, Brendon, eu e a Porsche - alcançarmos algo muito especial. Chegamos muito perto em 2014, até o abandono, e chegamos em segundo em 2015. Temos outro passo a dar e adoraríamos vencer juntos. Mas primeiro temos que percorrer o caminho ao longo das 24 horas. Entendemos bem que esta não é uma corrida fácil em termos de operação, assim como o tráfego, os retardatários e o clima. Temos muito respeito, mas nos sentimos preparados. Não estamos confiantes demais, mas não poderíamos ter feito nada a mais para nos prepararmos para a corrida. Temos uma chance tão boa quanto qualquer outros competidor de lutar pela vitória. Na semana anterior à corrida é muito importante manter uma boa rotina, dormir bem quando puder e cuidar do nível de energia de suas próprias baterias."

Pilotos do Porsche 919 Hybrid número 2:
Romain Dumas (35 anos, França):
(15 corridas: vitória na geral em 2010, 3º lugar geral em 2007, 5º lugar geral em 2015, vitória na categoria GTE em 2013)
"Para mim, Le Mans é a corrida do ano e, especialmente para um francês, é o maior evento esportivo do ano. Há um quarto de milhão de espectadores na pista e muitos deles têm um interesse especial pelos pilotos franceses. Seria um sonho vencer esta corrida com a Porsche. Acho que estamos bem preparados para atingir esse objetivo novamente com nosso 919. Temos um grande carro e uma grande equipe e me sinto muito confiante."

Neel Jani (32 anos, Suíça):
(7 corridas: recorde na classificação e 5º lugar geral em 2015)
"Fizemos uma grande preparação e muitos testes antes do evento. Todos os pilotos têm muito tempo ao volante com o carro e o Porsche 919 Hybrid também está tão preparado quanto possível. Pessoalmente, eu me preparei como nos últimos anos, dando importância especialmente à resistência e ao pescoço, porque você tem que passar muito mais tempo ao volante em relação às outras corridas do campeonato. Mantive uma rotina que funcionou muito bem nos anos anteriores. Le Mans é o maior evento do ano para a equipe e para mim. A tensão é alta para todos quando a joia da coroa das corridas de resistência entra em jogo uma vez por ano. Devido ao regulamento de 2016 temos menos combustível e, consequentemente, menos potência, mas aumentamos a velocidade nas curvas. Os engenheiros fizeram um excelente trabalho."

Marc Lieb (35 anos, Alemanha):
(10 corridas: 5º lugar geral em 2015, vitórias nas categorias GTE em 2013, GT2 em 2010 e GT em 2005)
"Para mim, Le Mans é sempre a maior corrida. Eu nasci em Stuttgart e cresci em Zuffenhausen, praticamente ao lado da Porsche. Quando tinha cinco anos eu já era um grande fã dos carros do Grupo C, que corriam em Le Mans e no campeonato mundial da época. Sempre achei esses carros muito mais interessantes que os da Fórmula 1. Meu sonho era competir uma vez em Le Mans na mais alta categoria, pela vitória geral. O fato de que agora posso fazer isto pela terceira vez significa muito para mim. Não posso expressar em palavras o quanto estou esperando desta corrida. Tivemos bons testes prévios e estamos melhor preparados que nunca antes em todos os sentidos. Isto inclui também a dirigibilidade do carro, o que talvez seja um dos fatores mais importantes numa corrida de 24 horas."

Fatos e números:
•             Com 17 vitórias na geral, a Porsche é recordista de vitórias em Le Mans.
•             A primeira vitória da Porsche na geral foi em 14 de junho de 1970 (Hans Herrmann/Richard Attwood num 917 KH Coupé). A Porsche comemorou sua 17ª vitória geral em 2015 (Earl Bamber/Nico Hülkenberg/Nick Tandy, 919 Hybrid).
•             Após um intervalo de 16 anos, em 2014 a Porsche voltou a disputar na categoria de topo em Le Mans.
•             Desde 2015, Neel Jani mantém o recorde de volta na classificação no atual desenho do circuito. Logo após as 10h00 de quarta-feira, ele obteve o tempo de 3m16s887 com seu 919 Hybrid. A velocidade média foi 249,2 km/h. O recorde de classificação anterior para a pista de 13,629 km durou sete anos (Peugeot, 3m18s513, em 2008).
•             A volta de classificação mais rápida de todos os tempos foi feita por Hans-Joachim Stuck em 1985, num Porsche 962 C em 3m14s800 (média de 251,815 km/h). Desde 1990 foram instaladas chicanes para reduzir a velocidade na longa reta de Mulsanne. Na atual pista, seria necessário um tempo abaixo de 3m14s843 para quebrar o recorde de Stuck.
•             Em 2015, os Porsches 919 Hybrids se classificaram nos três primeiros lugares. Foi a 17ª pole position da Porsche em Le Mans e a primeira desde 1997.
•             Em 2015, a Porsche conseguiu uma classificação nos três primeiros lugares em Le Mans pela nona vez. Antes disso, a última vez havia ocorrido em 1988.
•             Em 2015, Bernhard ficou em segundo no grid, atrás de Jani. Ele também conseguiu em melhor tempo (3m17s767) na noite de quarta-feira. No terceiro 919, que acabou vencendo a corrida, Nick Tandy melhorou o tempo de quinta-feira para 3m18s862.
•             O melhor tempo geral de classificação, em até agora 83 eventos, foi estabelecido por Jackie Oliver num teste em 1971. A pista então media 13,469 km e ele fez 3m13s6 (média de 250,457 km/h) em seu Porsche 917. No mesmo ano, ele conseguiu a melhor volta na corrida em 3m18s4 (média de 244,387 km/h).
•             A maior distância de prova foi coberta por Timo Bernhard/Romain Dumas/ Mike Rockenfeller em 2010 em sua vitória geral pela Audi, um total de 5.410,713 km (397 voltas à média de 225,228 km/h).
•             A distância percorrida pelo Porsche 919 Hybrid vencedor em 2015 foi de 5.382,82 km (395 voltas, média de 224,2 km/h).
•             Ao longo do caminho, o câmbio executou 25.293 mudanças de marchas.
•             A maior velocidade com um 919 na corrida de 2015 foi obtida por Mark Webber - 340,2 km/h no sábado, às 16h40.
•             Weber também foi o piloto que mais perdeu peso entre os seis. No início da corrida ele pesou 81,2 kg (com macacão e capacete). Depois do trecho final, seu peso era 78,2 kg.
•             Na parte mais lenta da pista, a Arnage, os pilotos desaceleram para cerca de 70 km/h.
•             2016 terá 60 carros no grid - tanto como na década de 1950.
•             Na classificação (quarta e quinta-feira até a meia-noite), todos os 180 pilotos tem que fazer pelo menos cinco voltas após escurecer.
•             Enquanto as regras do WEC levam em conta as voltas mais rápidas de dois pilotos, o método clássico de Le Mans considera apenas a volta mais rápida obtida com o carro.
•             Em 2016 a noite em Le Mans será três minutos mais curta que no ano passado e quase a mais curta do ano. No sábado, o sol se põe às 22h02 e no domingo, nasce novamente às 5h59.
•             Correndo normalmente (sem a entrada do carro de segurança), o Porsche 919 Hybrid precisa reabastecer a cada 14 voltas.
•             Em 2015, cada 919 Hybrid foi reabastecido 30 vezes.
•             O reabastecimento e a troca de pneus só podem ser feitos em sequência, nunca ao mesmo tempo. Apenas quatro mecânicos podem trabalhar simultaneamente nas trocas de pneus, usando apenas uma parafusadeira. Isto leva bem mais tempo do que na Fórmula 1.
•             Normalmente, os pilotos só são trocados quando são precisos pneus novos.
•             Normalmente, o mínimo são três tanques com um jogo de pneus Michelin. Em 2015, o maior tempo percorrido com um jogo de pneus foi uma sequência de quatro intervalos à noite (54 voltas por carro e piloto).
•             Durante a corrida, cada piloto precisa ficar ao volante por pelo menos um total de seis horas. Nenhum piloto pode guiar por mais de quatro horas a cada período de seis horas. Nenhum piloto pode andar mais de 14 das 24 horas.
•             Devido à extensão do circuito, três carros de segurança são usados em Le Mans.
•             O equipamento levado para a pista inclui um chassi sobressalente, quatro motores a combustão, quatro caixas de câmbio dianteiras, quatro caixas de câmbio traseiras, seis aerofólios dianteiros e seis asas traseiras, 60 rodas e mais de 100 rádios e fones de ouvido.
•             O total de energia elétrica que um piloto pode usar para aumentar a aceleração (boosting) é limitado. O Porsche 919 Hybrid pode consumir exatamente 2,22 kWh em cada volta de 13,629 km. Se o carro fosse uma usina elétrica, a energia regenerada nas 24 horas poderia alimentar uma casa de família alemã típica por três meses.
•             O Porsche 919 Hybrid tem um sistema de força que gera em torno de 900 cv (662 kW). Quase 500 cv (368 kW) vêm do motor turbo V4 a gasolina, enquanto o motor elétrico, alimentado pelos sistemas de recuperação, entrega mais de 400 cv (294 kW).
•             Para 2016, o regulamento estipula uma redução em consumo e luxo de combustível, o que significa, para o 919, cerca de 9,5% menos combustível por volta que em 2015.
•             Devido à força aerodinâmica e, consequentemente, a maior carga nas rodas, a área de contato dos pneus Michelin pode quase dobrar. Normalmente, elas têm 310 mm de largura.
•             Podem ser usados diferentes tipos de pneus: três compostos diferentes de pneus slick (lisos) para pista seca, um pneu híbrido (sem desenho na banda, mas mais macio) para condições mistas e dois tipos de pneus de chuva.
•             9,2 km do circuito de 13,6 km consistem de estadas normalmente usadas no dia-a-dia.
•             No total, há algo a mais do que a honra e glória de vencer em Le Mans: o dobro de pontos atribuído em relação às outras oito corridas do Campeonato Mundial de Endurance da FIA, que têm seis horas de duração cada.
•             Na pontuação do WEC, a equipe Porsche lidera com 56 pontos, à frente da Toyota (43) e Audi (41).
•             No campeonato mundial de pilotos, Dumas/Jani/Lieb lideram com 43 pontos cada um. Bernhard/Hartley/Webber estão em 14º, cada um com 1,5 ponto.
•             O Porsche 919 Hybrid foi projetado e construído pelo Centro de Desenvolvimento da Porsche AG, em Weissach. 260 pessoas trabalham lá.
•             Em 2015, os organizadores do ACO (Automobile Club del'Ouest) anunciaram 263.500 expectadores na pista. 1.425 jornalistas de 42 países foram credenciados. A corrida será transmitida integral ou parcialmente em 190 países. O canal Eurosport, apenas, espera 23 milhões de telespectadores. 2,5 milhões de conexões via Web TV foram registradas.

Cronograma para o Time Porsche (LMP1):
A Inspeção técnica dos 60 carros de corrida, que estão subdivididos em quatro classes, começam no domingo que antecede á corrida, dia 12 de Junho, no local chamado la République. É um evento público no meio da cidade. Os fiscais examinam os carros e os 180 pilotos devem apresentar a documentação.
O Time Porsche LPM1 está agendado para esta inspeção no Domingo ás 2:20 pm em diante. Os últimos times a completar esta parte técnica na segunda- feira á tarde.

14 de Junho, Terça-feira:
2:00-3:00 pm Time Porsche - fotografia no início/término
5:00-6:30 pm – sessão de autógrafos no pit lane

15 de Junho, Quarta-feira:
1:30-2:00 pm - “Encontro com o Time” para a Imprensa no Team and Media Hospitality
4:00-8:00 pm - treinos livres
10:00 pm- meia noite – Classificação

16 de Junho, Quinta-feira:
3:30-4:00 pm - “Encontro com o Time” para a Imprensa no Team and Media Hospitality
7:00-9:00 pm - Classificação
10:00 pm – meia noite- Classificação

17 de Junho, Sexta-feira:
10:00 am - 8:00 pm – caminhada no Pit
1:00-1:30 pm – Coletiva de Imprensa Porsche no Porsche Experience Center
1:30-2:00 pm - “Encontro com o Time” no Porsche Experience Center
5:30-7:30 pm – Desfile na cidade

18 de Junho, Sábado:
09:00-09:45 - Aquecimento
2:22 pm – Começo da cerimônia da corrida
3:00 pm – Início da corrida

Serviço á Imprensa:
•             Comunicação ao vivo do pit no Twitter @Porsche_Team.
•             Para receber o press-releases e fotografias automaticamente, e para acessar os arquivos e fazer o download do material em vídeo, por favor se cadastre no site: https://press.pbr.porsche.com
•             No https:// press.pbr.porsche.com /motorsport o novo Porsche Motorsport Media Guide está disponível.
•             Vídeos podem ser encontrados nos canais Porsche no Vimeo e YouTube.
•             www.newsroom.porsche pacotes com os últimos press-releases e informações de background é acessível após cadastro.
•             Canal de TV Eurosport estará ao vivo 24 horas.
•             O App oficial WEC pode ser baixado sem custos na versão básica e poderá ser extendida á versão ao vivo (pago).

•             Na atual internet informações estão disponíveis no www.fiawec.com e www.24h-lemans.com. Mais informações interessantes sobre Porsche Motorsport encontram-se no Porsche.com/FutureSportscar.

Comentários

Postagens mais visitadas